Uma questão de tempo

Carlos Lopes

 

Todas as flores com certeza morrem

Todos os pássaros deixarão de voar

Um dia param todos os que correm

Para que tudo renasça bem

E todos voltem a correr e cantar

 

Todos os pobres também morrem

Reis e milionários falecerão

Só o amor é o eterno bem

Alegria de quem não tem vintém

Ou de que tem carro e casarão

 

Todos os chefes vão morrer

Santos e pecadores também

Poucos saberão viver

Com tanto medo de falecer

Esquecem-se de perdoar e fazer bem

 

A vida é um agora a fluir

Que se sente com o coração

Às vezes dói um rio pró mar a partir

Outras partimos de tanto rir

Que bom aceitar qualquer luar

E saborear uma doce paixão

 

Todos vamos em direcção à luz

E muita energia cada dia temos

A nós e aos outros seres, amemo-nos

Almas grandes e pequenas

Pois todos iremos e voltaremos

É tudo uma questão de tempo apenas